“O Brasil passa a mão na cabeça de bandido”, diz Rui Costa sobre penas criminais

O governador do estado da Bahia, Rui Costa, concedeu entrevista na manhã desta sexta-feira (29), à Rádio Piatã FM onde falou sobre a segurança pública no Brasil e citou ser algo bem complexo, além de falar que o país passa a mão na cabeça de bandido.

“Segurança Pública no Brasil, é algo muito complexo, pois não é uma responsabilidade apenas do executivo. Depende do funcionamento do Ministério Público, do judiciário e do legislativo. Na minha opinião o Brasil é um país que passa a mão na cabeça de bandidos e criminosos perigosos, com penas leves e que muitas vezes não são cumpridas. Principalmente para homicídios que eu conseidero como penas leves”, afirmou o governdor.

Rui foi enfático a falar sobre as penas criminais estabelecidas no Brasil, e disse que muita das vezes ela se torna um incentivo a bandidagem. O governador ainda fez um comparativo, sobre uma pena de 18 anos estabelecida pela Justiça brasileira.

“Eu considero a pena pequena para alguém que tirou a vida de uma criança, um idoso ou uma mãe de família. Mesmo que a pessoa seja condenada a 18 anos de prisão, ela pode ser colocada em liberdade parcial com um sexto da pena. Uma vida humana no Brasil, significa três anos de reclusão, e a partir daí o criminoso poderia ter liberdade parcial provisória. Eu considero isso um incentivo a bandidagem, principalmente ao crime de homicídio”, falou Rui Costa.

Fonte: Varela Notícias

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *