Rafaela Silva é flagrada em exame antidoping e pode perder medalha dos Jogos Pan-Americanos

A judoca brasileira Rafaela Silva, 27, foi flagrada em um exame antidoping realizado no dia 9 de agosto, durante os Jogos Pan-Americanos de Lima, com a substância fenoterol, utilizada no dia a dia para o tratamento de doenças respiratórias pelo seu efeito broncodilatador.

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (20), no Rio de Janeiro, a atleta afirmou que não sofre de asma e que a substância entrou no seu corpo por meio do contato com a filha de uma colega de treino. Segundo Rafaela, a bebê tem a doença e faz uso dessa medicação.

“Eu tenho o costume de brincar dando o nariz para a criança ficar chupando, como se fosse uma chupeta ou uma mamadeira. O que pode ter acontecido é que, conforme ela ia chupando o meu nariz, eu ia inalando a substância e mandando para o meu corpo”, disse.

Uma possível suspensão da brasileira, que pode chegar a dois anos e tirá-la da Olimpíada de Tóquio-2020, será analisada pela Federação Internacional de Judô. A entidade ainda não abriu um procedimento para analisar esse caso, e no momento a atleta não está impedida de treinar ou competir.

Rafaela foi medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima e de bronze no Mundial realizado no Japão, no fim de agosto. Caso a suspensão seja confirmada, eles devem ser invalidados.

Fonte: Varela Notícias

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *