Juninho comenta momento, elogia torcida e avalia trabalho de Roger no Bahia

Sem espaço no Palmeiras, o zagueiro Juninho resolveu deixar São Paulo para tentar dar a volta por cima em Salvador: o destino era o Bahia. No entanto, tudo aconteceu muito rápido e o defensor de 24 anos logo conquistou espaço entre os titulares da equipe comandada por Roger Machado e o carinho da torcida, graças as boas apresentações e resultados dentro de campo.

Desde a sua chegada, o Esquadrão sofreu apenas três gols em seis partidas e acumulou uma série de três jogos sem ser vazado. O bom momento coloca a equipe como a quinta melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com apenas 12 tentos sofridos.

De fora da partida contra o Palmeiras por força contratual, o zagueiro recebeu a equipe do Varela Notícias para um rápido bate-papo no Fazendão.

Varela Notícias: Você está há apenas dois meses em Salvador. Como é seu relacionamento com os torcedores do Bahia?

Juninho: É um período muito bom. Desde que cheguei a torcida tem sido muito acolhedora comigo e com minha família. Isso é essencial para um jogador. Chegar sendo acolhido pela torcida, elenco e comissão técnica ajudou bastante no desenvolvimento do meu trabalho dentro de campo. Tem sido fundamental.

VN: De alguma forma, você ficou surpreso com a torcida? 

Jr: A torcida me surpreendeu bastante. Na verdade, já tinha surpreendido quando joguei contra o Bahia, na Fonte Nova. Então, eu já sabia que a torcida é aquela que carrega a equipe e apoia até o final do jogo.

VN: Desde a sua chegada, o Bahia tomou apenas três gols e, no momento, não é vazado há três partidas. Na sua opinião, qual foi o fator que resultou nessa série positiva?

Jr: O principal fator é o trabalho da comissão técnica e de todos os jogadores, que vem entendendo as ideias do professor Roger. A gente entendeu o esquema, a forma tática que o professor quer implantar. Se a gente continuar assim, ficaremos muito bem. Não é só a gente ali atrás, é todo mundo, como Gilberto, Lucca e Artur, que ajudam marcar lá na frente. Começa lá na frente para a gente não sofrer atrás.

VN: Como você avalia o trabalho de Roger Machado?

Jr: Eu tenho pouco tempo aqui no Bahia, mas já havia trabalhado com ele no Palmeiras. Eu já sabia um pouquinho do jeito dele trabalhar. Era só me adaptar os novos conceitos que ele adaptou ao trabalho. Foi só dar essa ‘ajeitadinha’ e mostrar pra comissão que, não só eu, mas todo mundo, tem o direito de conquistar seu espaço dentro do grupo.

VN: Se por um lado você tem apenas seis jogos com a camisa do Bahia, por outro, Lucas Fonseca, companheiro no setor, completou 250 partidas. Como ele vem te ajudando no dia a dia?

Jr: Lucas vem ajudando bastante. Já são 250 jogos pelo clube e não é fácil chegar a essa marca. Não é à toa que é nosso capitão, tem moral tanto dentro do clube quanto com a torcida.O próprio Jackson, que já tem mais tempo no clube, tem contribuído. Isso é muito bom e deixa a gente muito tranquilo.

VN: Mas não só de coisa boa que vive o Bahia. Recentemente, o Tricolor foi eliminado na Copa do Brasil para o Grêmio, dentro de casa. Na sua opinião, qual foi a principal lição tirada pelos atletas naquela derrota?

Jr: Infelizmente, não conseguimos o resultado. Conseguimos o empate fora de casa e dentro de casa deixamos a desejar. O Grêmio ficou muito com a posse da bola e não agredimos em momento nenhum, mas conseguimos tirar lições e aplicar todos os conceitos no triunfo diante do Flamengo. A gente impôs um ritmo mais forte para tentar manter a posse da bola e atacar com perigo. Isso deu pra ver no resultado do jogo. Eu tenho certeza que se a gente atacasse mais o resultado seria diferente.

VN: O que a torcida pode esperar do elenco no restante do Campeonato Brasileiro? 
JR: A torcida sabe que a gente tem um elenco muito qualificado, deu para ver isso nos últimos jogos. Já são três partidas sem perder e diante do Flamengo deu para perceber que podemos almejar coisas melhores no campeonato. A torcida pode esperar que vamos lutar para conquistar todos os triunfos que forem necessários.

Fonte: Varela Notícias

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *