Roger Machado comenta sobre chegada de Juninho e Guerra ao Bahia; atletas podem estrear já contra o Grêmio

O Esporte Clube Bahia segue se reforçando para a volta dos campeonatos nacionais após a pausa da Copa América. O Esquadrão anunciou oficialmente o zagueiro Juninho, na tarde desta sexta-feira (5), e o meia venezuelano Alejandro Guerra, também do Palmeiras, deve assinar com o clube nos próximos dias.

Em entrevista concedida na tarde desta sexta-feira (5), antes das atividades realizadas no Fazendão, o treinador Roger Machado, que já comandou as novas peças do elenco na época que treinou o Palmeiras, comentou sobre a chegada dos reforços.

“Atleta [Juninho] que eu trabalhei com ele no Palmeiras, saiu para jogar no Atlético e é um jogador de muito potencial. Quando surgiu alguns anos atrás, no Coritiba, todo mundo queria. É um zagueiro de velocidade, de boa estatura e boa bola aérea. Em relação ao Guerra eu conheço o jogador da mesma forma do Juninho, mas não vou me permitir falar nada em função de não ter nada oficializado”, afirmou.

O Bahia volta a entrar em campo na próxima quarta-feira (10), diante do Grêmio, pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil, em Porto Alegre. Como vinha treinando normalmente, Juninho estará à disposição de Roger Machado no Rio Grande do Sul, assim como o meia. Só não poderiam defender a camisa tricolor se já estivessem atuado pelo clube paulista na atual edição do torneio.

“A expectativa com a parada e o treinamento dessas duas semanas foi justamente para que a gente consiga, em face desse calendário apertado, de quarta a domingo que nós teremos a partir de agora, que acredito que vai somar mais 40 jogos, conseguindo chegar em final de Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, era justamente criar essa casca para poder aguentar essa sequência de jogos. Por isso nosso interesse em agregar valor e agregar qualidade ao nosso elenco. A gente não vai ter todos o tempo todo. A expectativa é que a gente consiga manter e também elevar, se possível, o nível do time porque há margem para isso”, disse.

O meia Guerra integra o elenco tricolor com a missão de assumir o papel do ‘camisa 10’. Por outro lado, o treinador confia no crescimento de Eric Ramires após a pausa da Copa América.

“Eu tenho muita confiança e expectativa. O Ramires iniciou muito bem o ano anterior, chamando a atenção de todo mundo. Teve uma pegada forte durante muito tempo. Foi pra seleção, não teve repouso, voltou para o profissional e oscilou como todo jovem oscila. Agora, neste momento da saída do Douglas [Augusto], é um dos jogadores que a gente aposta que vai ter um crescimento grande, em função de ter tido um descanso e poder ter treinado melhor”, projetou.

Fonte: Varela Notícias

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *