Pescador resgata um sobrevivente de naufrágio de barco com 97 pessoas no interior do AM

Cinco seguem desaparecidos após naufrágio na noite de quarta-feira (19). Barco saiu de Manaus a caminho da cidade de Carauari.

Um dos seis desaparecidos no naufrágio que aconteceu no Rio Juruá, no interior do Amazonas, foi resgatado com vida nesta sexta-feira (21). Segundo a prefeitura de Carauari, cidade para onde o barco ia, equipes trabalham na região em busca das cinco pessoas que ainda estão perdidas. O acidente aconteceu nas proximidades do município, a 788 km de distância de Manaus, na noite de quarta-feira (19).

O barco saiu de Manaus no dia 13 de junho e deveria chegar a Carauari na quinta-feira. Segundo o prefeito Bruno Ramalho, entre desaparecidos estão uma mulher, duas crianças, de dois e três anos, uma idosa de 82 anos e um rapaz de 22. A prefeitura acredita que eles podem estar presos ao barco.

“Dos 97, seis se encontravam desaparecidos. Para a nossa felicidade, uma dessas pessoas foi resgatada por um pescador. Os outros cinco continuam desaparecidos. Supõe-se que essas pessoas estavam, na hora do ocorrido, dentro do banheiro. Estamos acompanhando as famílias dos desaparecidos”, afirmou o prefeito.

Em entrevista à Rede Amazônica, Bruno Ramalho afirmou que, segundo relato de sobreviventes, a embarcação “Cidade de Carauari” demorou cerca de 20 segundos para naufragar após tombar.

“Às vezes, mesmo com o conhecimento que o comandante tenha, essa tronqueira – de árvores no fundo do rio – não tinha a previsão de existir. O comandante disse que não tinha previsto essa raíz. Foi coisa de 20 segundos. Bateu, deu aquele ‘estalo’, e o barco já foi virando. É igual um acidente de avião, muito rápido. Quem estava dentro do banheiro não conseguiu abrir a porta para sair. Quem estava no camarote, a porta teve que ser arrombada”, finalizou o prefeito.

Buscas

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros conversam com o prefeito de Carauari, Bruno Ramalho — Foto: Reinaldo Pereira/Arquivo Pessoal

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros conversam com o prefeito de Carauari, Bruno Ramalho — Foto: Reinaldo Pereira/Arquivo Pessoal

O barco naufragou nas proximidades da comunidade do Bacaba. São aproximadamente três horas de distância entre a sede da cidade de Carauari, a 788 km de Manaus, até o local onde o houve o naufrágio, em região remota do Rio Juruá.

Uma equipe com quatro mergulhadores do Corpo de Bombeiros, na manhã desta sexta-feira, saiu de Manaus rumo a Carauari. De lá o grupo vai seguir para a região do naufrágio. Além dos Bombeiros e Marinha, equipes da Prefeitura de Carauari, Defesa Civil e Secretaria de Saúde fazem buscas na região.

Em nota, o Comando do 9° Distrito Naval informou que direcionou uma aeronave do 3° Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral e uma equipe de busca da agência fluvial de Eirunepé para apoiar nas buscas. O Navio Hidroceanográfico Fluvial Rio Solimões também foi direcionado para a região.

Fonte: g1

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *