Time criado por Talisca pode chegar à elite do futebol baiano

Anderson Talisca, 25, atacante do Guangzhou Evergrande, da China, pode ver seu time, o Esporte Clube Olímpia, clube fundado por ele em 2016, chagar à elite do futebol baiano. A equipe está a um empate do acesso para a primeira divisão do estadual e neste domingo (26), faz a partida de volta da final da Série B contra o Doce Mel. No primeiro jogo, venceu por 2 a 1.

A presidente do clube é Ivone Souza, mãe de Talisca. Ela conta que o incentivava anos antes a montar times no interior da Bahia. “O Olímpia é um sonho de criança do Anderson. Eu sempre soube que no dia em que tivesse condições, ele realizaria esse sonho. Eu toco esse projeto porque ele está longe, em atividade como jogador”, explica a mãe.

Esta é a primeira temporada do Olímpia como profissional. Antes disputava apenas torneios das categorias de base. Não que Talisca sustente todos os custos. Ele tem a ajuda de um investidor italiano que se recusa a revelar o nome. Em troca do apoio, o empresário vai receber porcentagem da receita das vendas de atletas. O atacante está Brasil e vai ao estádio de Pituaçu para acompanhar a partida, embora o motivo oficial da viagem seja para se recuperar de contusão. Dona Ivone adiantou a realização de uma cirurgia de pequeno porte para que pudesse ter a chance de também ver a partida.

O Olímpia começou mais como um projeto social para dar chance a novos atletas de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Mesmo após a profissionalização parte do elenco foi descoberto em partidas de várzea ou no intermunicipal, times amadores de diferentes cidades do estado.

Quando a campanha na Série B começou a mostrar que o acesso era possível, Conceição, Araújo e Fabiano debateram se não seria melhor fazer um esforço e trazer algumas peças mais experientes. Com o aval de Talisca, isso foi feito.

O nome mais conhecido do elenco é o volante Bida, 34, que passou pelo Santos em 2008 e também pelo Vitória. Ele serviu para tirar a pressão dos menos experientes. Como Chorinho, 25, artilheiro do torneio com 8 gols.
“Anderson está no Brasil. Esperamos que tenha chegado para comemorar o primeiro título do clube que é o sonho dele”, finaliza Edson Fabiano.

Fonte: Varela Notícias

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *